Saiba mais sobre os estilos de cerveja em 5 minutos

1344
Vários estilos de cerveja
Vários estilos de cerveja

Por Rodolfo Bosqueiro
@umami.sommelieria

Estilos de cerveja

Para começar sem deixar nada essencial para trás, é preciso saber o que são os estilos de cerveja e por que eles existem.
Como você deve saber, existem diversos tipos de cervejas diferentes, as mais adocicadas, mais lupuladas (amargas), mais escuras, defumadas, ácidas, etc. Os estilos de cerveja são uma forma de classificá-las de acordo com essas e outras características, como aparência, teor alcoólico, aromas, paladar, sensações de boca, ingredientes, fermentação, além da história e da cultura por trás de cada tipo de cerveja.
Dessa forma, consumidores e cervejeiros falam a mesma língua. Quando você chega em um bar e escolhe uma Stout ou uma Witbier, imediatamente você já imagina o que esperar da cerveja pedida, independente da marca. E isso facilita muito as nossas vidas.
Mas, você sabia que existem mais de 100 estilos de cervejas catalogados? E dois grandes guias são utilizados para classificar os tipos de cervejas: o Brewers Association Beer Style Guidelines, mais conhecido como BA; e o Beer Style Guidelines do Beer Judge Certification Program, também chamado de BJCP.
Estes guias são as referências mundiais em estilos de cervejas e são usados por cervejeiros para criar suas receitas e por juízes para julgar competições de cerveja. Mas aqui vamos facilitar sua vida passando pelos principais estilos de forma prática para que você conheça um pouco mais sobre eles.
As cervejas são divididas em famílias (Lager, Ale, Fermentação Espontânea e Híbridas) e origens, ou escolas cervejeiras (Alemanha, Reino Unido, Bélgica e Estados Unidos)

Lager

Cervejas de baixa fermentação, que em sua maioria são mais leves, com menor complexidade de sabores devido à fermentação ocorrer em baixas temperaturas. A coloração pode variar de um estilo para outro. Alguns dos principais estilos dentro da família das Lager são:

  • Pilsner/Pilsen: são cervejas douradas, brilhantes, com amargor e teor alcoólico baixos. Levam esse nome por serem originais da cidade de Pils na República Tcheca. A primeira Pilsen do mundo foi a Pilsner Urquell. Conforme a variação de intensidade e tipo de amargor, podem estar classificadas como Bohemian Pilsner, German Pils, Münchner Helles ou Dortmunder Export.
Estilos de cerveja
Münchner Helles (Bamberg Helles)
Estilos de cerveja
Dortmunder Export (Imigração Export)

 

 

 

 

 

 

 

Estilos de cerveja
German Pils (Wihenstephaner Pils)
Estilos de cerveja - Bernard Celebration
Bohemian Pilsner (Bernard Celebration)

 

 

 

 

 

 

 

  • Schwarzbier: são as Lager escuras, feitas com maltes torrados. A palavra “schwarzbier” significa “cerveja preta” em alemão. Possuem aromas e sabores que remetem ao chocolate, café, cacau e caramelo. Mas são diferentes das Stouts e Porters, pois não apresentam características frutadas, possuem corpo e teor alcoólico baixos e final seco.
Estilos de cerveja - Bamberg Schwarzbier
Bamberg Schwarzbier
Estilos de cerveja - Köstritzer Schwarzbier
Köstritzer Schwarzbier

 

 

 

 

 

 

  • Rauchbier: são cervejas que utilizam maltes defumados em suas receitas, trazendo aromas e sabores que lembram bacon e fumaça. Essas cervejas podem ser tanto Lager como Ale, pois dependem do estilo que foi utilizado como base. Por Exemplo: pode ser uma Helles Rauchbier ou uma Märzen Rauchbier, ambas Lager, ou ainda uma Weiss Rauchbier (cerveja de trigo da família das Ale, que leva malte defumado). Suas características de aparência e paladar vão ser influenciadas pelo estilo utilizado como base.

As Rauchbiers mais famosas do mundo são as alemãs da Schlenkerla.

Estilos de cerveja - Cervejas Aecht Schlenkerla
Cervejas Aecht Schlenkerla
  • Bock: são as cervejas alemãs de inverno, com teor alcoólico acima de 6,3% ABV, são mais maltadas e adocicadas. Sua coloração geralmente é castanha avermelhada, mas existem versões mais claras, as chamadas Heller Bock ou Maibock.

Existem ainda algumas variações mais potentes e complexas do estilo, como a Doppelbock, com teor alcoólico que pode chegar a 7,6% ABV e a Eisbock, que tradicionalmente eram fabricadas a partir do congelamento da Doppelbock para aumentar o teor alcoólico, que pode chegar a 14,3% ABV.

Estilos de cerveja - Bierbaum Bock
Heller Bock (Bierbaum Bock)
Estilos de cerveja - Schneider Weisse Aventinus
Eisbock (Schneider Weisse Aventinus)
Estilos de cerveja - Ayinger Celebrator
Doppelbock (Ayinger Celebrator)

Ale

São cervejas de alta fermentação, mais complexas que as Lager e na maioria dos estilos apresentam paladar frutado proveniente desse tipo de fabricação. Alguns dos principais estilos são:

  • Weizen/Weissbier: são as cervejas de trigo de origem alemã. Com boa espuma e paladar que lembra banana e cravo. Essas cervejas apresentam algumas variações, como: as Hefeweizen, turvas e não filtradas, são as mais comuns encontradas; as Kristal Weizen, límpidas e filtradas, são menos comuns; as Leichtes Weizen, com teor alcoólico reduzido, entre 2,5% e 3,5% ABV; as Bernsteinfarbenes e Dunkel Weizen, ambas têm colorações mais escuras que as tradicionais, pois levam maltes levemente tostados, trazendo essas características também ao paladar; e as Weizenbock e Weizendoppelbock: seguindo as características dos estilos Bock e Doppelbock, porém com a base de trigo e mais alcoólicas, remetendo a banana passa e especiarias.
Estilos de cerveja - Weihenstephaner Kristall Weissbier
Kristal Weizen (Weihenstephaner Kristall Weissbier)
Estilos de cerveja - Weihenstephaner Hefeweissbier
Hefeweizen (Weihenstephaner Hefeweissbier)

 

 

 

 

 

 

 

 

Estilos de cerveja - Weizenbock
Weizenbock (Weihenstephaner Vitus)
Estilos de cerveja - Erdinger Dunkel
Dunkel Weizen (Erdinger Dunkel)

 

 

 

 

 

 

 

  • India Pale Ale (IPA): as famosas IPAs são cervejas com paladar mais voltado às características do lúpulo, ou seja, são geralmente mais amargas. Existe hoje uma grande variação de IPAs no mercado. As mais tradicionais são as American IPA, que utilizam variedades americanas de lúpulo, com paladar cítrico, frutado, resinoso e floral; e as English IPA, que utilizam lúpulos ingleses, com características herbais, florais e terrosas. Existem ainda as American Black Ale ou India Black Ale, que são versões escuras do estilo, trazendo o paladar dos maltes torrados para a cerveja.
Estilos de cerveja - Everbrew Everblack
American Black Ale (Everbrew Everblack)
Estilos de cerveja - Stone IPA
American IPA (Stone IPA)

 

 

 

 

 

 

 

  • Stout: estilo nascido no Reino Unido, com características predominantes dos maltes torrados, cor preta, e paladar que remete a chocolate, café e cacau. Existem diversas variações, como a Dry Stout, mais leve, com sua famosa representante, a Sweet ou Cream Stout, que leva adição de lactose para aumentar o dulçor, a Oatmeal Stout, que leva aveia para dar um corpo aveludado à cerveja, a Export Stout, de paladar mais torrado e corpo alto, a American Stout, torrada e com características de lúpulos americanos, além das American e British Imperial Stout, que são mais encorpadas, complexas e alcoólicas.
Estilos de cerveja - Schornstein Stout
Imperial Stout (Schornstein Stout)
Estilos de cerveja - Export Stout (Dama Bier Stout)
Export Stout (Dama Bier Stout)
Estilos de cerveja - Cevada Pura Oatmeal Stout
Oatmeal Stout (Cevada Pura Oatmeal Stout)
Estilos de cerveja - Mikkeller Milk Stout
Sweet / Cream Stout (Mikkeller Milk Stout)
Estilos de cerveja - Guinness Draught
Dry Stout (Guinness Draught)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fermentação espontânea

São as cervejas que utilizam leveduras selvagens para sua fermentação em barris de madeira. Essas leveduras podem ser formadas naturalmente no meio ambiente onde as cervejas vão fermentar, ou ainda ser introduzidas pelo cervejeiro.

Os principais exemplos de cervejas dessa família são as Lambics e Gueuzes belgas.

  • Lambic: originais da região de Lambeek, na Bélgica, são cervejas ácidas, frutadas e complexas, de amargor praticamente imperceptível e final seco. Chegam a demorar vários anos para atingir seu estágio de maturação ideal para o paladar. Existem versões naturais, ou ainda com adição de frutas, a Fruit Lambic e também a versão com adição de açúcar, chamada Faro.
Estilos de cerveja - Liefmans Kriek Brut
Fruit Lambic (Liefmans Kriek Brut)
  • Gueuze: é uma mistura de Lambics de variadas idades (1, 2 e 3 anos, por exemplo). São mais complexas que as Lambics não blendadas.

Híbridas

São cervejas que utilizam diversos processos de fermentação (alta, baixa, espontânea). Não seguem um perfil padrão como as outras famílias, pois vai depender dos processos adotados por cada estilo. Exemplos:

  • California Common: são cervejas que utilizam levedura do tipo Lager, mas fermentam em temperaturas mais altas (usadas para Ale), assim, acabam adquirindo algumas características das cervejas do tipo Ale.
  • Wood and Barrel Aged Beers: cervejas que passam por barris de madeira durante o processo de fabricação (independente se for Lager ou Ale) sofrem uma segunda fermentação por leveduras selvagens dentro desses barris, aumentando a complexidade e ganhando características únicas.

Como já foi dito, existem muitos outros estilos den cerveja a serem explorados. O segredo é prestar atenção às características de sua cerveja e tentar enquadrá-la em algum dos estilos presentes nos guias.

Randy Mosher, cervejeiro americano muito influente e escritor de diversos livros sobre o assunto uma vez disse: “Conhecer e aprofundar-se sobre os estilos, nos faz mergulhar no amplo universo das cervejas, agregando conhecimento sobre história, países, culturas…”.

COMPARTILHAR