Cerveja dá barriga? – Acabando de uma vez com este mito

587

Por Rodolfo Bosqueiro
@umami.sommelieria

A cerveja não é a vilã!

Uma das características mais injustamente atribuídas aos cervejeiros é a chamada “barriga de cerveja”. Mas aqui vamos desmitificar esse atributo através de dados e mostrar que a cerveja não é a grande vilã da boa forma.

Diversas pesquisas científicas realizadas no mundo todo confirmam que o consumo moderado de cerveja (entre 250ml e 500ml por dia) não leva os homens a ganharem massa e ainda pode ser associado à redução de peso nas mulheres.

Um estudo do Journal of Nutrition mostrou que pessoas que consomem bebidas alcoólicas com moderação diariamente estão mais em forma do que aqueles que só “tomam um porre” de vez em quando.

Ou seja, não adianta guardar essas 2 latinhas do dia para serem tomadas de uma só vez no final de semana. Seu corpo não vai conseguir processar toda essa quantidade de álcool de uma vez, e aí sim, a barriguinha vai acabar aparecendo.

Obviamente, esses fatores vão ser significativamente impactados pelo estilo de vida, hábitos alimentares, nível de atividade física praticada por cada indivíduo, entre outros – assim como em qualquer outra dieta.

Cerveja x outras bebidas

A cerveja não contém gordura ou colesterol e possui um baixo nível de açúcares livres. As calorias vêm principalmente do álcool contido na bebida.

Portanto, comparada às outras bebidas alcoólicas, a cerveja é uma das menores em quantidade de calorias. Mas, geralmente ela é bebida em maior quantidade. E por isso é importante frisar a moderação como fator decisivo na prevenção da indesejada barriga saliente.

Cervejas e petiscos

Mas aí é que entra talvez o grande responsável pela tal da “barriga de cerveja”. Estudos apontam uma ligação direta entre o consumo da bebida e de alimentos com alto teor de gorduras e calorias. Os famosos “tira gostos”, petiscos, “beliscos”…

Comparando as calorias da cerveja com as calorias dos petiscos que são geralmente servidos para acompanha-la, rapidamente percebemos quem são os grandes vilões do aumento de peso, e consequentemente, da barriga. E não é a cerveja!

Tudo em excesso é ruim

Por outro lado, se você abusar da cerveja, de qualquer outra bebida alcoólica, ou até mesmo do refrigerante (que não tem álcool), por motivos óbvios, você correrá sérios riscos de sofrer um aumento de peso, além de diversos outros problemas de saúde associados a este exagero.

Então fique atento, pois obesidade é um problema muito sério, que está associado a diversas outras doenças, como Diabetes Tipo II, doenças cardiovasculares e cirrose hepática, além de poder ser responsável pela redução de aproximadamente 10 anos na sua expectativa de vida.

Responsabilidade, bons hábitos alimentares, atividades físicas regulares, estilo de vida saudável e – principalmente – MODERAÇÃO, são lemas que devemos tomar como regra para uma vida cervejeira sem preocupações com o aumento da barriga!

COMPARTILHAR